Em Abril, links mil

7 princípios do Marketing Viral: (…)o marketing viral é a melhor maneira de comunicar sobre um produto ou serviço sem gastar um euro em publicidade.

Foi atribuído esta semana o maior prémio alguma vez distribuído a bloggers em Portugal: 1500 Euros. Não procurem a notícia, só há notícia nos media quando uma grande empresa sacude algumas migalhas em direcção aos bloggers.

O Adsense tem novas regras no que toca anúncios: passar anúncios por conteúdos não será tolerado. As ilustrações da entrada falam por si.
Resta saber se o mesmo será aplicável ao adsense para domínios…

Publico aqui links para outros blogs muitas poucas vezes e de forma irregular. Já o Kanhas fá-lo religiosamente aos Domingos e é um excelente exemplo de como usar links para oferecer um serviço de valor para os leitores.

A terminar, um texto longo: Guilty Until Proven Innocent. É uma visão desconsolada do imenso poder do Google; provavelmente o melhor texto que li em Março.

Fazer dinheiro

Outras sugestões para leitura:

Seo Book?

seo book Ano novo, vida nova! O chavão está mais que gasto mas nem por isso deixamos de propor a nós próprios atingir determinadas metas a cada ano que passa: mudar de emprego; perder peso; aprender SEO.

Os leitores deste blog já terão ouvido falar no Seo Book de Aaron Wall e, se ainda não o fizeram, interrogar-se-ão se vale a pena investir 50 e poucos euro no ebook.
A minha resposta é: depende. Depende do valor que atribui ao seu tempo, ao dinheiro e aos conhecimentos que poderá extrair do livro.

SethG on seobook

No meu caso, adiei a decisão por mais de um ano e quando o comprei já conhecia mais de 90% dos ensinamentos de SEO no livro. Achei o trabalho de edição nos primeiros capítulos bastante fraco e fiquei desapontado com a pouca atenção dada a estratégias avançadas de SEO. Contudo, dou os 60 euros por muito bem empregues (o seobook custa 79 usd; na altura em que o comprei o dólar ainda valia dinheiro.)

Mais importante do que os 10% que me faltava saber, foi o confirmar do que já sabia que meu deu confiança nas minhas capacidades e me ajudou a crivar o trigo do joio no manancial de informação que todos os dias me chega ao bloglines. Foi também uma importante lição sobre o custo de oportunidade: se tivesse comprado o ebook em 2005 teria poupado centenas de horas às voltas de informação controversa e especulativa em fóruns e blogs, publicada por fontes pouco recomendáveis.

Quem é Aaron Wall

Os leitores habituais deste blog talvez reconheçam o seu nome como um dos mais citados por estes lados, frequentemente citado apenas pelo nome próprio. Os mais atentos reconhecerão o seu blog como o segundo elance da secção editorial do blogroll do MB, depois de um tal de Seth.
Aaron Wall é um dos bloggers mais respeitados no nicho do SEO e publica frequentemente entradas com profundidade e visão estratégica que vão muito para lá do SEO (e que por vezes requerem várias leituras). Se tivesse que eleger um blog de SEO seria o seu (para iniciados recomendo o Seomoz).

Aaron é também webmaster e um consultor com anos de experiência, que chega a cobrar 500 dólares por cada hora do seu trabalho e se permite escolher os seus clientes.

O SeoBook

O SEO BOOK é um ebook, ou seja, se gosta de ler em papel, terá de o imprimir. A principal vantagem deste formato é a constante actualização: o livro é actualizado pelo menos uma vez por ano e numa área tão dinâmica como o SEO este é um atributo fundamental. O reverso da medalha é a edição: nalguns dos capítulos, mais sujeitos ao desgaste do tempo, é notória a presença de sucessivas correcções e adições ao documento original.

Regra geral, as mais de 300 páginas do livro lêem-se bem: o estilo do autor é acessível e directo. O autor apresenta-se como uma pessoa aberta e generosa e, sem o conhecer pessoalmente, essa impressão é confirmada pela leitura do seu blog e por uma breve troca de emails.

O livro aborda as os aspectos básicos do SEO e poderá ajudá-lo a compreender os mecanismos dos motores de busca, os elementos que estes valorizam e quais as fórmulas que funcionam neste momento para colocar sites nos primeiros lugares dos resultados no Google e outros motores de busca.

O livro é um excelente recurso para quem só agora se inicia nesta área ou tem apenas conhecimentos razoáveis de SEO e os pretende aprofundar. Praticantes mais avançados também não fariam mal em rever alguns dos capítulos dedicados ao SEO.

Se está interessado em aprender SEO e ainda assim 53 euros lhe parece muito, considere abrir caminho pela selva de blogs e fóruns dedicados a discutir SEO e a fazer sentido das informações, muitas vezes contraditórias entre si, não raras vezes desactualizadas e pouco fundamentadas. Talvez depois aprecie devidamente a informação devidamente organizada e actual, vinda de alguém que, reconhecidamente, percebe como poucos do seu ofício.

Comprar o livro

Se dá valor ao seu tempo o melhor é visitar ainda hoje o site de Aaron e conhecer um pouco mais do livro e que outras vantagens oferece: A página do livro é esta, mas se esta crítica de alguma forma contribuiu para a sua decisão vá antes por aqui (é um link afiliado, ou seja se comprar através desse link eu receberei uma pequena comissão. Em qualquer dos casos o preço final será sempre o mesmo, ou seja 79 USD).

É importante notar que no caso de não estar inteiramente satisfeito com o ebook tem até 90 dias para cancelar a sua compra. Será reembolsado na íntegra e sem ter de responder a quaisquer perguntas.

O Enigma Google

Algumas sugestões de leitura para os próximos dias:
A primeira é um texto longo e reflexivo de Nick Carr na strategy business sobre o passado e o futuro do Google. Para ler com tempo.

John Battelle não se saiu nada mal com as suas previsões para 2007. Assim que as publicar, deixarei aqui um link para as previsões para 2008.

Para 2008 um bom conselho do Aaron e uma entrada do Seth absolutamente fundamental.
Um bom ano novo para todos!

Isso que tens aí é um PR5 ou estás só contente por me ver?

A tão aguardada actualização do pagerank chegou nas últimas horas exibindo um Google generoso: há bastantes blogs com pr5 na vizinhança, incluindo este. Ao verificar o pagerank do seu site ou blog não se esqueça que os valores podem ser diferentes consoante introduza www ou não na url, pelo que destas deve verificar a url mais popular (dica: se não pode fazer ou não está interessado em urls canónicas, indique na central webmaster qual a url da sua preferência.)

Os “prevaricadores” viram o seu PR regressar a valores normais e, apesar da sapatada, no seu intimo estarão provavelmente felizes pelas centenas de links e milhares de visitas que obtiveram com este stunt do Google…

E agora, algumas sugestões de leitura para o fim de semana: no Blogoscoped, analiza-se a mudança de domínio 4 meses depois e a forma como o Google indexou os arquivos, as imagens e atribuiu o valor de links ao novo site. Como indicador, o PR baixou de 7 para 5.

Aaron Wall colocou em linha uma série de vídeos, entre os quais este este sobre o nome de domínios. Os vídeos podem ser encontrados nesta página do youtube.

No Seomoz, Rand está a actualizar o seu guia para principantes em entradas. Uma das últimas entradas é dedicada ao modo como os utilizadores interagem com os motores de busca.

Link love de Setembro

…ou da primeira quinzena de Setembro se entretanto voltar a publicar sugestões a cada duas semanas.

Será o Google um casino? A analogia é fascinante. Nos comentários do artigo Matt Cutts compara SEOs a profissionais que ajudam candidatos a encontrar emprego.
Ler também 7 Useful Webmaster Tools Google Stole From You que está também linkado no primeiro artigo.

Sobre SEO e nomes para domínios. Voltarei ao tema.

O Sérgio Rebelo observou que o Google.pt apresenta os mesmos resultados para pesquisas com ou sem acento. E que o google.com não. Mas deveria.

Um excelente artigo do Bruno Ribeiro sobre spin futebolístico. Perceber onde este se distingue dos milhares de artigos publicados sobre socolari é um excelente exercício para quem deseja conquistar atenção e links.

O João José escreveu um artigo inspirador para todos aqueles que ambicionam suceder enquanto webmaster: dicas de webmaster. Um excerto:

“começa JÁ”

7 Factos Casuais e um Enigma

missing link

A silly season ainda agora nos deixou e aqui estou eu a testar a paciência dos leitores.
Acrescentei um pequeno enigma, espero que gostem e participem.

O Carlos José Teixeira convocou-me a partilhar 7 factos casuais sobre mim. Aqui fica:

Foi “minha” a ideia para as 100 aulas de dança para pessoas sem qualquer sentido rítmico.

Infelizmente, ainda nenhuma escola de dança se prestou a testar o conceito.

Tenho um metro e noventa de altura.

top dog

E um certo orgulho parvo (admito-o) nisso.

Uma amiga fez-me um dia ver um documentário com a Maria João Pires sobre Belgais, falado em inglês. Digamos que a experiência não foi a mais agradável.

o grito de munch

Por vezes ao ler sites portugueses em inglês oiço vozes…

Há mais de um ano que não me barbeio.

antonio simpsonizado

Há vários que uso uma Philishave para aparar a barba.

Quando deixei a EN fiz uma cópia do meu BI militar.

oficial e cavalheiro

A farda branca ficava mesmo bem em mim…

Tenho um sentido de humor muito “peculiar”.
Talvez por isso goste dos comentários anónimos que recebo de vez em quando.

Infelizmente acabam por desistir depressa. Talvez porque percebam que eu não os autorizo.

Não gosto de licores. Aprecio pouco espumantes franceses.

cor

Expresso a minha admiração por aqueles de que gosto, de muitas formas.
Imitação é uma delas.
Gosto de um bom enigma com pistas subtis.

Agora as más notícias: 7 dos bloggers que sigo ficam incubídos de dar continuidade a este meme.
Aproveito a exposição no Planeta Geek para apresentar outros bloggers, nada ou pouco geeks que certamente merecem um pouco da vossa atenção:

O Rui do Economia & Finanças

O Luís da Barbearia do senhor Luís

O Leonel do Carreira da Índia

O Gabriel

O meu homónimo Naked sniper

O Bruno Pacheco

A Tse Tse do Interno Feminino
(Eu sei que tecnicamente o blog está agregado no P.G33k mas alimento a secreta esperança que a moça me permita a entrada no interno… para o optimizar.)

Ps: a resposta ao enigma será foi publicada na terça-feira quarta-feira nos comentários e nesta mesma entrada. O Sérgio Rebelo não pode responder ;)

Ronda do fim de semana

Seguem-se algumas sugestões de leitura para o fim de semana:

A Reuteurs correu no início da semana um artigo sobre a gestão da reputação: Candidatos a emprego buscam ajuda para limpar imagem online (sugestão do Pedro Silva). O artigo em si parece-me recauchutado de outros (PR das empresas envolvidas?), mas é um bom ponto de partida e está em português.

- No Prometeu comparam-se o incumbente e um candidato: Chacha vs Google: a quem confiar as pesquisas na web? A resposta é a esperada.

- Já comentou ou blogou sobre a versão a negro do Google que supostamente salva energia? Se estava a pensar fazê-lo, esqueça. Uma vez mais os factos no caminho de uma boa história…

- O Google encontrou no video um aliado para explicar a sua política de privacidade, como se pode verificar por este video no youtube:

Google Search Privacy: Plain and Simple. (Se está a ler no RSS pode ver o video aqui.)

Links desta semana

linkQueres ganhar dinheiro na internet? Então começa por ler o que diz Paulo Querido sobre as oportunidades para ganhar dinheiro que vendem por aí. E continua aqui para saberes porque John Chow não aparece nas primeiras páginas da busca pelo seu nome.
Quem? John Chow o homem que se gaba do dinheiro que faz à custa dos links e que serve de inpiração a muitos dos vendedores de “dinheiro fácil”. Talvez tenha sido um dos 10 mil revisores de resultados do Google a embirrar com ele. Sim, 10 000.

O google promete para breve reconhecer uma nova meta tag: unavailable_after, que indica a data a partir da qual a página deve deixar de constar do índice (do Google). Usos óbvios são promoções comerciais e sites de jornais que publicam notícias e as mudam para uma outra secção do site após algum tempo.

Ainda sobre o Google, o Feedburner anunciou que os autores de blogs alojados no blogger podem agora transferir facilmente o seu feed, dispondo imediatamente das várias ferramentas do feedburner. Ou muito me engano ou esta lista vai em breve levar uma grande reviravolta.

Outra plataforma, o wordpress anunciou esta semana o fim dos templates patrocinados nos vários sites wordpress que agregam recursos para bloggers, como o themes.wordpress.net. Oportunidade para confirmar se os autores continuarão a produzir templates de qualidade para o wordpress e se, com as portas fechadas nesta plataforma gratuita de divulgação a oferta de temas patrocinados diminui (sublinho gratuita…) A minha resposta é sim a ambas, mas o tempo o dirá.

O Bruno Amaral apresenta novas ferramentas de relações públicas para seguir o que se passa em blogs nos media online e noutras formas de comunicação que agora despertam. Algumas empresas portuguesas já as utilizam activamente, tenho observado visitas pelo technorati em buscas pelo nome das empresas .

Um pouco de humor, googlar Argentina no emprego não é lá muito boa ideia… Efeitos secundários da nova busca universal do google.

Para terminar em beleza, recomendo este guia para redirecionar um site para novo domínio, do Aaron Wall.

SMS de borla

Em Abril referi aqui que a url ultimahora.publico.pt – que foi válida durante muitos anos, devolvia então um “bad request”. Há dias experimentei-a de novo e voilá, as notícias de última hora.
Curiosamente o link Última Hora na página principal do Público aponta para http://www.publico.clix.pt/index.asp que por sua vez redirecciona temporariamente (302) para http://ultimahora.publico.clix.pt/?id=undefined&idCanal=undefined.

Se da alteração no site do público será perfeitamente alheia ao que escrevi, já o que se segue é o resultado de uma brincadeira que aqui fiz:

prt

Quase uma googlebomb :-)
Na altura era esse o nome que me vinha à cabeça sempre que via o nome do planeta. Quanto às lojas, julgo que têm agora um outro nome.

A terminar, aproveito para publicitar a nova funcionalidade que o Sérgio Rebelo colocou à disposição dos leitores do Ponto Sapo : sms de borla. De borla e absolutamente ilimitadas (O serviço está em baixo devido à sobrecarga…) Ora aí está uma ideia viral!

Next Page →