Meta Keywords: uso e utilidade

A primeira coisa que boa parte dos noviços no mundo da optimização deseja saber é, invariavelmente, como usar as meta keywords. Pensar-se-ia que estas já passaram de moda mas a minha experiência em fóruns e blogs desmente-o: há ainda muito quem esteja convencido que o uso das meta keywords é quanto basta para um bom posicionamento, ou pelo menos um dos factores principais.

Por vezes ainda há a esperança de que por keyword se possa entender palavra-chave. Sim, identificar a(s) palavras chave de um artigo/página é muito importante, para uso apropriado ao longo da página.


Ou talvez por meta se faça referência aos atributos do cabeçalho (o título pode ser considerado uma meta tag) e nesse caso sim, porque o título é importante. Aliás…
O importante é o título. O título é muito importante. O titulo é o mais importante. Se ainda não me fiz entender, o título (o que é isso?) é realmente importante.

Voltando às meta keywords, quando aqui escrevi sobre meta tags negligenciei as keywords, porque as tenho normalmente por dispensáveis. Na altura escrevi:

Hoje, as meta tags não têm grande valor enquanto instrumento para optimização de sites e muitos profissionais do ramo nem se dão ao trabalho de utilizar a meta tag keywords.

Mantenho a opinião e parece-me haver consenso que o benefício das meta tags é extremamente reduzido ou nulo, particularmente no Google. Ou seja, não nunca serão a solução milagrosa que procuram os noviços.
A maioria dos defensores das meta tags admite que o benefício possa ser nulo ou irrelevante mas justifica-se com o proverbial não se perde nada em tentar, o que em certa medida é verdade, quando o tempo não é um recurso escasso. Na verdade, apenas os motores de busca sabem se as meta tags apresentam qualquer benefício e estes têm ao longo do tempo sido tudo menos claros. Danny Sullivan voltou recentemente a insistir na sua irrelevância (embora algumas das conclusões da sua experiência enfermem de vício , como notou um dos comentadores).

Para aqueles que dispoêm de tempo e convicção aqui ficam os principais aspectos a considerar na utilização de meta kws.:

Uso:No cabeçalho, as keywords são declaradas da seguinte forma:
<meta name=”keywords” content=”palavra1,palavra chave2,palavras“>

As diferentes keywords são separadas por uma vírgula (sem espaços) e notem que expressões de 2 ou mais palavras também podem ser utilizadas.

Palavras a incluir: usar a palavra ou expressão primária nas keywords, kw.s secundárias, alguns sinónimos e possíveis erros na escrita de keywords. No teste de Danny Sullivan, o Yahoo (e só o Yahoo) indexou as páginas pelos erros ortográficos.

Número: 25, no máximo. É preferível utilizar menos mas que estejam efectivamente relacionadas com o tema da página. Usar as 25 pode ser indicador de falta de foco do artigo.

Benefícios?

→ Os seus defensores acreditam que pode acrescentar um tudo nada para o posicionamento nos motores de busca – mas não há evidência nesse sentido.

→ Indexação pelo yahoo pelas palavras chave declaradas na tag. Não tenho conhecimento de qualquer outro benefício no posicionamento no yahoo.
Por outro lado, não me lembro da última vez que o yahoo me enviou tráfego e o meu blog é 2º e 4º no yahoo para o seu nome (em primeiro está o feed rss).

→ Provavelmente o maior benefício: obriga o webmaster a reflectir e a listar qual a sua palavra chave primária, quais as secundárias e se o artigo se encontra devidamente focado.

Em resumo, as meta keywords não fornecem muita ajuda, mas para quem tem tempo não custa tentar. O maior risco consiste em sobrestimar a sua importância e consequentemente menosprezar outros factores mais relevantes.

Comments

Comments are closed.